Search

Dieta e Microbiota Intestinal - Veja as modificações relacionadas à alimentação



A dieta é um modulador estabelecido da composição da microbiota intestinal, com mudança significativa relatada dentro de 24 horas de uma modificação dietética. Vários componentes alimentares, padrões dietéticos e nutrientes têm o potencial de alterar consideravelmente o crescimento de diferentes populações microbianas intestinais.⠀ A maior ingestão de carboidratos e fibra alimentar em atletas parece estar associada ao aumento da riqueza e/ou diversidade microbiana.⠀ A ingestão de proteínas parece ser um forte modulador da microbiota, com a proteína do soro de leite mostrando alguns benefícios potenciais que precisam de mais estudos em humanos.⠀ Em pacientes obesos, assim como naqueles que adotam uma dieta ocidental ricas em açúcares e gorduras, foi evidenciado uma disbiose da microflora, com maior prevalência de bactérias do filo Firmicutes em relação ao filo Bacterioidetes. A perda de peso restaura a composição da microbiota.⠀ Uma dieta rica em gorduras leva a alterações na barreira intestinal, com aumento na absorção e na circulação de lipopolissacarídeos (LPS), com redução de ácidos graxos de cadeia curta e de ácidos biliares.⠀ O LPS é um potente ativador da cascata inflamatória, induzindo inflamação e resistência à insulina. ⠀ Os ácidos graxos de cadeia curta estão implicados na regulação do peso, na saciedade e na redução da ingesta alimentar.⠀ Já os ácidos biliares, estão indiretamente relacionados à efeitos metabólicos relevantes via secreção de fator de crescimento de fibroblasto 19 (FGF-19), levando a redução da resposta hedônica da ingesta alimentar (comer por prazer), melhora da glicemia, da oxidação de ácidos graxos e elevação metabólica do tecido adiposo marrom com aumento do gasto energético.


Agende uma consulta:

- Sorocaba: (15) 31413732

- Pilar do Sul: (15) 3278 2684

1 view0 comments